27 de fev de 2009

C.A.R.N.A.[x].[x].L

"C A R N A V A L" a propria palavra ja insinua a seu denominador um sentido bem chucro. Não que eu me encomode ou até mesmo deteste, ha certas coisas no carnaval que representam bem o nosso pais de uma forma cultural, mas n é atras de cultura que as pessoas vão qnd pensam em carnaval. Todos queremos ao maximo passar 3~4 dias em um bacanal sem fim, o que tbm n é nada mal, mas é essa imagem que qqr gringo tem d nós e n acho isso mto bom pro nosso pais sinceramente, temos muito mais do que "pessoas desnudas" pra mostrar. Esses dias eu e um amigo fomos ao café piu-piu apenas com um proposito, ouvir uma boa banda ao-vivo, ok, então eis que 2 mulheres começam a se insinuar, eu por minha vez nem dei bola, tava ali por causa do som, n tava afim d pegar ngm, simples. Resumindo, elas n aguentaram o fato d nenhum de nos termos nos interessados, nem eram feias, uma delas (a que se interessou por mim) ainda brigou comigo, e ficou revoltada pq achou q eu tinha a obrigação de come-la (literalmente), e, toda nacionalista, ressaltou o carnaval como "uma festa brasileira em que todos nos temos que ter orgulho". Sorry, eu n tenho nenhum, foi ai que ela se revoltou pela 2ª vez. Como se eu fosse um marginal apontava e dizia, "amigoooo vc nasceu aonde?" eu respondi, no brasil, e ela retrucava. "então ame seu pais". Se amar meu pais implicar em aceitar tudo o que acontece sorrindo e sambando, ok, n amo meu pais. A questão n é ter ou n orgulho de ser brasileiro, eu tenho apenas orgulho de ser eu mesmo, ta bom d+.

Sem mais...

Nenhum comentário: